A Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Mondego, relembra que:

“De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, prevêem-se valores de temperaturas muito baixos, para os próximos dias.
Algumas pessoas são mais vulneráveis aos efeitos do frio intenso, pelo que exigem atenção especial e medidas específicas de proteção, nomeadamente:

– Crianças nos primeiros anos de vida;
– Pessoas com 65 ou mais anos ou com mobilidade reduzida;
– Portadores de doenças crónicas;
– Pessoas que desenvolvem atividade no exterior, expostas ao frio;
– Praticantes de atividade física no exterior, expostos ao frio;
– Pessoas que consomem álcool em excesso ou drogas ilícitas;
– Pessoas isoladas ou em carência social e económica.

▪ Perante sintomas de gripe recomenda-se :

Lavar as mãos -muitas vezes, com água e sabão, quando se assoar, espirrar ou tossir;
Tapar o nariz e a boca -, sempre que tossir ou espirrar. Usar um lenço de papel ou o braço. Nunca as mãos! Deitar os lenços de papel no lixo.(anexo)

Relembrar que em caso de necessidade:
– Evitar , sempre que possível, ir à urgência do hospital.
– Recorrer ao médico assistente, ou ligar para a Linha Saúde 24 – 808 24 24 24.

Com a previsão de temperaturas baixas para os próximos dias a Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Mondego, relembra as recomendações a ter com o frio para a população em geral e principalmente por parte dos grupos vulneráveis.”

Veja as recomendações gerais para os próximos dias de frio e quais os grupos vulneráveis.